publicado a: 2017-02-08

Cientistas tentam devolver sabor aos tomates

Os tomates de supermercado são famosos, especialmente durante os meses de inverno…esperem, esta não é a palavra correta. Os tomates do supermercado têm má fama por serem pálidos, sem sabor, ou seja, uma sombra do seu ideal.

Os tomates são versáteis e delicados, o que os torna um pesadelo para o transporte. Como resultado, uma enorme percentagem de tomate de supermercado é colhida enquanto ainda está verde e, depois, leva gás etileno, o que os torna vermelhos - às vezes um atraente e profundo vermelho brilhante, mas não maduro. Isso é ótimo para o transporte: um tomate firme tem mais probabilidade de permanecer intacto durante o processo de transporte. Mas não é o melhor para o sabor.

Um novo trabalho da Universidade da Flórida está a tentar mudar tudo isto através da maravilhosa ciência da pesquisa genética.

A chave para esta pesquisa soa simples no seu cerne: o que, exatamente, faz o tomate saber bem? Para descobrir, os investigadores primeiro sequenciaram os genomas de quase 400 tipos de tomate para descobrir exatamente o que está a acontecer geneticamente. Um processo de sequenciamento do genoma encontra as informações para tudo o que a planta será - os genes determinarão se um tomate é grande ou pequeno, verde, roxo ou vermelho, alongado ou arredondado, e assim por diante. E alguns desses genes são responsáveis pelo sabor, especialmente doçura e acidez.

Os investigadores, em seguida, juntaram um painel de consumidores para avaliar uma amostragem de 101 tipos diferentes de tomate. Através de referências cruzadas aos testes de sabor e à informação sobre o genoma, os investigadores conseguiram restringir as coisas a 13 compostos químicos que, com certeza, são responsáveis pelo sabor do tomate.

Agora que esses compostos de sabor foram descobertos, é um processo bastante simples criar híbridos até que eles tenham quantidades elevadas desses compostos.


Fonte: Modern Farmer

Comentários

  • Faça login para poder comentar.